Policial do RJ se suicida ao vivo no Facebook

Um policial militar transmitiu a própria morte na noite deste sábado pelo Facebook. O soldado Douglas de Jesus Vieira, de 28 anos, estava há seis anos na PM e era lotado no 24º BPM (Queimados). As imagens dos últimos momentos do policial foram feitas na casa dele, em Brás de Pina, e provocaram comoção entre amigos, internautas e policiais, que vivem uma das mais graves crises da corporação.

Nas redes sociais, PMs associam a morte do soldado à falta de pagamento, uma vez que os servidores da segurança estão recebendo com atrasos. Há dezenove dias, no dia 11 de janeiro, Douglas também reclamou da falta de pagamento, em uma publicação no Facebook. "Eu preciso receber, minhas contas vão vencer", escreveu o PM em alusão ao hit 'Deu Onda'.

Em rebelião, cabeças são jogadas para o lado de fora do pátio de Alcaçuz RN


O clima está tenso na Penitenciária Estadual de Alcaçuz. Os detentos iniciaram uma rebelião na tarde deste sábado (14) e já mataram ao menos três presos, segundo informações publicadas pelo Portal Mossoró Hoje no final desta tarde.

A rebelião em si foi confirmada pela Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado (Sejuc). O coordenador de administração penitenciária da Sejuc, Zemilton Silva, informou à imprensa que o tumultuo é de “grandes proporções” na unidade prisional da grande Natal.

A assessoria da Polícia Militar informou que o motim começou por volta das 16h30, quando presos do pavilhão 1 invadiram o pavilhão 5 da penitenciária. Os pavilhões da penitenciária são controlados por facções criminosas. (Blog do João Rego)


Repostando: A rebelião ja foi contida e saldo de mortos chega a 10 segundo a polícia: VEJA AQUI

VÍDEO AQUI

Penitenciária de Roraima: Palco de Horror, carnificina... Vídeo e fotos mostram o terror.

A penitenciária tem 1.475 presos, mas capacidade para 750 detentos

Pelo menos 31 presos foram encontrados mortos na manhã desta sexta-feira (6) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na zona rural de Boa Vista. De acordo com o governo de Roraima, que administra a unidade, o caso foi registrado por volta das 2h30 (4h30 no horário de Brasília). A penitenciária é a maior do Estado.

Inicialmente, o número de mortos anunciado era de 33. No final da tarde, porém, a Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania de Roraima informou que o número foi revisto após o início do processo de perícia e identificação dos corpos no IML.

Conforme a assessoria de imprensa governo, que negou ter havido uma rebelião ou mesmo fuga, os próprios detentos teriam provocado as mortes durante uma briga de facções. Ainda segundo a assessoria, o caso envolveu presos ligados ao Comando Vermelho e ao PCC (Primeiro Comando da Capital), facção mais numerosa na penitenciária, após alguns deles quebrarem cadeados e invadirem a ala onde ficavam homens de menor periculosidade. A maior parte das vítimas foi decapitada.

Segundo a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc) de Roraima, havia 1.475 presos na unidade no momento dos crimes de hoje --a capacidade é para 750 detentos. Do total, mais da metade (898) é de presos provisórios, ou seja, à espera de julgamento. Outros 458 detentos estavam no regime fechado, e cem, no semiaberto.
Em fotos que teriam sido tiradas por presos e enviadas a parentes, através de redes sociais, é possível ver uma série de mutilações em corpos dos detentos mortos. Em pelo menos dois casos, os corações das vítimas foram arrancados e colocados ao lado do corpo para serem fotografados.

Outras imagens retratam cadáveres amontoados em um corredor da unidade tomado pelo sangue.
Mortes se somam ao massacre de Manaus

As mortes em Roraima ocorrem quatro dias após rebeliões em Manaus terminarem com 56 mortos --a pior matança de presos desde o massacre do Carandiru, em São Paulo, quando 111 foram assassinados em outubro de 1992 por ação da Polícia Militar. Segundo as autoridades do Amazonas, o massacre foi realizado pela facção Família do Norte, ligada ao Comando Vermelho, contra integrantes do PCC.

Segundo o secretário de Justiça e Cidadania de Roraima, Uziel de Castro Júnior, as informações preliminares são as de que membros do PCC "possivelmente tenham cometido esses crimes".

"Não existem facções de outras organizações criminosas no local [além do PCC]", disse Castro Júnio à rádio BandNews. Ele declarou que as autoridades ainda não sabem o que motivou a série de assassinatos, mas alegou que equipes verificariam a situação in loco.

Mais tarde, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, declarou que as mortes não foram uma retaliação do PCC às rebeliões de Manaus. "Não é, aparentemente, uma retaliação do PCC em relação à Família do Norte", disse.


Às 9h30, equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e do GIT (Grupo de Intervenção Tática) estavam dentro do presídio para "realocação dos internos e conferindo a real situação", segundo a assessoria da Sejuc. Ainda segundo a pasta, a situação já estava "sob controle".

A Secretaria Estadual de Segurança informou que representantes do governo de Roraima se reuniriam de manhã para definir que ações seriam adotadas. A governadora Suely Campos (PP), conforme a assessoria da pasta, teria conversado por telefone sobre a situação com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Não foram divulgados detalhes dessa conversa, nem quando o IML (Instituto Médico Legal) concluiria a retirada de corpos do presídio.
Secretário-adjunto nega que havia presos do CV em unidade

Ao UOL, hoje, o secretário-adjunto de Justiça e Cidadania de Roraima, major Francisco Castro, negou que ainda houvesse presos do Comando Vermelho na penitenciária. "Há dois meses foi feita a divisão, e os do CV foram para Cadeia Pública, onde estão cerca de 300 presos", disse, citando que o PCC é a facção que tem o maior comando de presos no Estado e ficaram a "preferência" da colônia.

Ainda segundo ele, às 9h15 (11h15 de Brasília) equipes do Instituto de Criminalística estavam entrando no local para fazer uma contagem e confirmação do número de presos mortos e iniciar o processo de identificação.

Por outro lado, o presidente da seccional de Roraima da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Rodolpho César de Morais, classificou as mortes de presos como uma "tragédia anunciada" e afirmou que apenas medidas paliativas teriam sido tomadas desde a rebelião que deixou dez mortos no fim do ano passado, como a transferência de líderes do CV, Cadeia Pública. "Mas os soldados do grupo ficaram lá", observou.
Terceira maior matança em presídios

A matança de hoje em Roraima é a terceira maior em número de vítimas em presídios brasileiros. A pior delas foi em 1992, quando uma ação policial terminou com 111 presos mortos no caso que ficou internacionalmente conhecido como massacre do Carandiru, em São Paulo. Veja:

111 mortos em São Paulo - Carandiru - 1992
56 mortos em Manaus - Compaj - 2017
31 mortos em Boa Vista - Penitenciária Agrícola de Monte Cristo - 2017
31 mortos em Benfica (RJ) - Casa de Custódia de Benfica - 2004
31 mortos em São Paulo - Penitenciária do Estado - 1987
27 mortos em Porto Velho - Urso Branco - 2002
18 mortos em São Luís - Pedrinhas - 2010

Colaboraram Carlos Madeiro, de Maceió, e Luan Santos, de Boa Vista (Via Uol)

ATENÇÃO! CENAS FORTES
video











Com algumas horas do ano novo, Sarandi já registra o primeiro homicídio.

Primeiro homicídio de 2017 registrado nas primeiras horas do ano novo em Sarandi. 

Marido matou a esposa com uma facada no pescoço. 

O crime ocorreu no Jardim Independência 3ª parte Av Borsari Neto com rua 16. A mulher estaria morta desde sexta feira. 

O Assassino (foragido) mandou uma mensagem hoje(01) para uma amiga da vítima e informou o acontecido. 

A perícia está no local aguardando o IML. Mais detalhes logo mais. (Fotos plantão Mgá)

Logo trago mais detalhes...

Crime brutal marca primeiro homicídio de 2017 em Sarandi. O crime aconteceu na Avenida Borsari Neto, Jardim Novo Independência. A Policia Militar foi acionada no inicio da tarde deste domingo,(01) após uma amiga do casal receber uma ligação do autor do crime, Josevaldo Antônio de Brito, de 30 anos informando que ele erá um monstro, que havia matado a esposa, na ultima sexta-feira (30), e deixou o bebê do casal na casa da mãe dele e fugido para Londrina. A PM encontrou Vanessa Ribeiro de Brito, de 34 anos,deitada na cama, e segundo o perito criminal, Vanessa levou sete facadas, e ainda foi degolada pelo assassino pelo marido, que é açougueiro. Segundo informações a esposa teria descoberto uma traição nas últimas semanas. De acordo com familiares, o casal já estava dormindo em quarto separado. A Polícia Civil de Sarandi já começou uma investigação e tenta prender o assassino. O corpo de Vanessa Ribeiro de Brito foi removido para o IML de Maringá.
Vídeo aqui > Plantão Maringa




Duas pessoas são mortas e três ficam feridas em frente a casa noturna (Vídeo)

Duas pessoas foram mortas e três ficaram feridas em frente a uma casa noturna em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, no fim da noite de sexta (30). Câmeras de monitoramento do estabelecimento registraram o crime. As imagens são fortes.

O vídeo cedido pela Polícia Civil mostra o momento em que três homens encapuzados chegam ao local pouco depois das 23h em um veículo. Na sequência, dois deles descem e começam a atirar contra o grupo que conversava do lado de fora da casa noturna. Depois de fazer vários disparos com uma pistola e uma espingarda calibre 12, os atiradores entram no carro e fogem.

Segundo a polícia, entre as vítimas estão seguranças da casa noturna, que fica na Vila Baraúna, e um agente penitenciário. Um dos feridos foi encaminhado ao hospital em estado grave.

O veículo usado pelos atiradores foi abandonado nas proximidades do clube. O automóvel estava com placas clonadas e havia sido roubado em Curitiba.

video
A polícia informou não saber ainda quem seria o alvo dos criminosos.(G1)

GM Prende dois jovens e um deles é suspeito de atirar contra uma residência em Sarandi

Agentes da Guarda Municipal de Sarandi prenderam dois homens um deles acusado de fazer disparos de arma de fogo, na noite da ultima, terça-feira (27), contra uma residência localizada na Rua Avenida Henrique Augusto da Silva no Jardim Califórnia, com um deles foi encontrado uma PISTOLA PT-99 AF 9mm com dois carregadores municiados.

Ao deslocar até a residência alvejada por disparos de arma de fogo a equipe encontrou 2 estojos de pistola, sendo um de 9 mm e outro de 7.65 que foi aprendido e encaminhado à delegacia para apurar os fatos.

GM recupera moto roubada

A equipe 225 composta pelos Guardas Rigold Daniel e Duarte de posse de informações passadas pela central deslocou ate o conjunto floresta no intuito de averiguar uma possível moto furtada em patrulhamento nas imediações nos deparamos com a moto que empreendeu fuga da equipe que posteriormente logrou exito em abordar o mesmo. 

De posse da moto estava dois menores L.M.F.R e A.F.R. e constava com queixa de furto mediante os fatos os dois menores e a motocicleta foram encaminhados a delegacia de sarandi para ser tomadas as medidas cabíveis.


GM de Sarandi encaminha homem com mandado pra cadeia

A equipe composta pelos GMs Ortega, Duarte, Ortiz e Daniel, em patrulhamento no JD José Richa, abordou um indivíduo suspeito e após consulta via central constatou que o mesmo constatava mandado de prisão em aberto.

A GM de Sarandi é uma das Guardas Mais atuantes do estado.

Agora a Guarda está armada para melhor proteção pessoal e da população.

O Comandante Joel Ingléz Fez um ótimo trabalho frente a GM.

Agora vem um novo comando e esperamos que ele seja eficiente quanto este foi.

Fica aqui os agradecimentos ao Joel Ingléz e que o mesmo possa de alguma maneira ficar em nossa cidade.

Policial Militar feminina morre ao ser alvejada (vídeo)

A soldado Bárbara Aline Gonçalves da Rocha de 24 anos era lotada BPGD (Batalhão de Polícia de Guarda) em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. Bandidos foram direto nela, pediram a arma e deram um tiro na cabeça.

Segundo informações o fato ocorreu no final da tarde deste sábado (24), marginais chegaram sacaram da arma, e pediu a arma da policial, que entregou prontamente, mesmo assim ele efetuou um disparo no tórax e um outro disparo na face da PM que morreu no local.

Ela tinha se livrado de um assalto a menos de duas semana, na Leopoldo Belzack onde um marginal foi baleado. A principio o elemento que fugiu da situação voltou e executou a policial militar. (Canal 38)